Buscar

Sessões plenárias na Alese voltam a ser no sistema misto remoto


A partir da próxima terça-feira, dia 15, as sessões plenárias na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) voltam a ser realizadas no sistema misto remoto, como ocorreu durante os anos de 2020 e 2021. O motivo é o crescimento assustador de casos de contaminação da Covid-19 e as consequentes mortes registradas recentemente em todo o país. O anúncio da mudança foi feito na manhã desta quinta-feira, 10, pelo presidente interino da Casa, deputado Francisco Gualberto.

“Ontem, por exemplo, foram 1.350 óbitos no Brasil. E tem muita gente que acha que não está acontecendo nada, para elas está tudo bem, tudo normal. E as previsões do Observatório da Universidade Federal de Sergipe é que o pico dessa fase da pandemia se dará entre meados de março e abril. Ou seja, não estamos no pico ainda”, alertou Gualberto, avisando que antes de tomar a decisão conversou antecipadamente com todos os deputados. “Temos algo próximo de dois mil casos confirmados por dia em Sergipe, e esse número é subnotificado porque nem todo mundo faz o teste, e todos os dias são 5, 6 óbitos”, disse.

O presidente interino também fez duras críticas aos negacionistas que se recusam a receber a vacina contra o coronavírus. Francisco Gualberto contou que viu na imprensa uma reportagem sobre um cidadão que se vacinou em Aracaju, mas disse que só o fez porque um amigo seu iria se formar, e para entrar na solenidade de formatura era exigido o comprovante de vacinação. “Não podemos subestimar o negacionismo. Precisamos ficar atentos aos efeitos da política dos que acreditam no bolsonarismo, porque o resultado é doença, sofrimento e morte”, afirma Gualberto.

“Conversamos com os deputados, conversamos com a Mesa Diretora e concluímos que devemos, a partir da próxima terça-feira, estabelecer aqui na Casa o sistema misto de atuação. Sem nenhum prejuízo para os trabalhos da Casa e nem para o povo sergipano. Mas mandando um recado: precisamos trabalhar sim, mas precisamos preservar a vida. E acima de tudo nós somos um Poder que representa a população, e temos a obrigação de ter atitudes que dignifiquem a vida. Por isso o sistema misto remoto, que já é de domínio dessa Casa Parlamentar, será reimplantado”, disse Gualberto, reforçando que essa decisão é fruto de conversas com todos os demais deputados.

Portanto, no dia 15 será retomado o sistema misto de sessões e na quarta-feira da semana seguinte já haverá pauta de votação de projetos. “Todos os deputados terão opção de participar das sessões presencialmente ou remotamente para tomar as suas decisões de voto”, garantiu Gualberto.


Assessoria de Imprensa – Gilson Sousa – DRT 660/SE

Foto: Jadilson Simões/Alese

0 comentário