Buscar

Gualberto desafia Valadares a fazer debate sobre violência em Sergipe

A afirmação de que Sergipe é o estado mais violento do Brasil, feita pelo deputado estadual Rodrigo Valadares hoje (29) na tribuna da Assembleia Legislativa, não procede. “Por mais que ele queira fazer política atacando o governador, não é possível fazer essa afirmação”, rebateu o deputado Francisco Gualberto (PT), vice-presidente da Alese. “Os dados que ele (Valadares) mostra se referem a outro período. Desafio o deputado a indicar para um debate um especialista em segurança pública que sustente essa afirmação dele”, disse Gualberto.

De fato, em janeiro deste ano a Secretaria de Segurança Pública (SSP/SE) divulgou um diagnóstico com detalhes e comparativos dos Crimes Violentos Letais Intencionais levantados pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (Ceacrim) da SSP. Em Sergipe, a taxa de homicídios vem reduzindo em grande quantidade a cada ano. Em 2018, o estado alcançou o menor número dos últimos cinco anos.

Segundo o levantamento oficial da SSP/SE, o número deste ano é o menor desde 2013, quando a média de homicídios foi de 2,4 por dia. Em 2018, até o dia 31 de dezembro foram registrados 945 crimes, o equivalente a uma média de 2,6. Em 2017, foram 1.121 (média de 3,1); em 2016, 1.306 homicídios (média de 3,6); em 2015, 1.196 crimes (média de 3,3); em 2014, foram registrados 999 (média 2,7); e, em 2013, foram 880 (média de 2,4).

Para mostrar o equívoco do oposicionista, Francisco Gualberto citou exemplos recentes como o de Manaus (AM), onde duas chacinas em presídios deixaram mais de 70 mortos em uma semana. Citou o problema ocorrido no Rio Grande do Norte, quando uma greve de policiais provocou um caos nas cidades, deixando um saldo de 85 assassinatos nas ruas. “São números maiores que os de Sergipe nas estatísticas. Por isso não existe um estudioso sequer no Brasil para vir aqui mostrar que Sergipe é hoje o estado mais violento do Brasil”, afirma Gualberto.

O deputado que fez as criticas a segurança pública em Sergipe, Rodrigo Valadares, é aliado político do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, um incentivador da violência, principalmente contra as populações mais carentes. Recentemente o governador carioca apareceu em abordagens policiais em favelas feitas por helicóptero, inclusive empunhando uma metralhadora e disparando tiros contra ‘suspeitos’. “É a mentalidade do bolsonarismo defendido por eles. As pessoas estão impregnadas com esse ódio. Só falam em matar, exterminar. Essa é a política deles”, afirmou Gualberto.



Assessoria de Imprensa – Gilson Sousa – DRT 660/SE

2019 Todos os direitos reservados. Equipe de comunicação de Francisco Gualberto