Buscar

Gualberto defende passaporte de vacinação para servidores da PMA


O decreto municipal nº 6.641/2021, de 22 de dezembro, que tornou obrigatória a vacinação dos servidores da Prefeitura de Aracaju contra a covid-19 foi defendido pelo deputado estadual Francisco Gualberto, vice-presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe. Na sessão plenária desta quarta-feira, 29, ele informou que soube através da imprensa a manifestação do deputado Rodrigo Valadares querendo interferir judicialmente contra o decreto do prefeito Edvaldo Nogueira e resolveu fazer um pedido ao colega parlamentar.

“Quero solicitar do deputado que pudesse sustentar sua posição a respeito do assunto da vacina, sem atuar contra o decreto do prefeito Edvaldo Nogueira”, disse Francisco Gualberto, lembrando que vem solicitando do presidente da Alese, Luciano Bispo, que também pense na possibilidade de exigir o passaporte da vacina para o acesso à Casa parlamentar. “Já que sabemos que possivelmente teremos uma Resolução liberando o público para as galerias da Casa no próximo ano”, explicou.

De acordo com Gualberto, “é verdade que existe uma queda no número de contaminações e mortes por covid, mas também é verdade que existe uma nova cepa em circulação, a Ômicron, e também é verdade que em Sergipe, por exemplo, algo próximo de 40% da população ainda não está com o ciclo de vacinação completo”. Por essas razões, não é hora para relaxamento quanto aos cuidados para combater o coronavírus. “Recentemente obtive a informação de que 32 municípios, dos 75, não tinham chegado a 40% de vacinados com as duas doses. Mas tudo está voltando praticamente ao normal em termos de movimentação humana. E a tendência de a gente viver o que a Europa está vivendo, existe”, alerta o deputado.

Em seu pronunciamento, falando diretamente ao deputado Rodrigo Valadares, Gualberto reforçou o apelo. “Sei que vossa excelência é bolsonarista, se assume como conservador, mas quando conversamos cara a cara percebemos que no seu coração não há desejo de que alguém possa perder a vida em função da política que defende. Por isso que estou fazendo esse pedido. E diria que se eu tivesse alcance a uma vacina que lhe livrasse do bolsonarismo, eu pediria que vossa excelência tomasse. Mas ainda não existe”, brincou, em toma ameno. Para tentar derrubar o decreto da Prefeitura de Aracaju, o deputado Valadares entrou na Justiça com Ação Popular no dia 24 de dezembro.

Por fim, Francisco Gualberto garante que sua intenção é evitar maiores problemas com a doença em Sergipe. “Com essa posição nós estamos defendendo vidas. E quando peço que a Assembleia Legislativa também adote o passaporte da vacina, é para que a gente cumpra a nossa parte e tenha a nossa consciência tranquila quanto ao assunto. A gente cuida da vida, mas também dos outros que estão à nossa volta”, garante.


Assessoria de Imprensa – Gilson Sousa – DRT 660/SE

Foto: Jadilson Simões

0 comentário