Buscar

Gualberto aprova doação de terreno para a Câmara de Vereadores de Aracaju

O deputado estadual Francisco Gualberto (PT), vice-presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), votou favorável a um projeto de lei do Executivo que autoriza o governo estadual a doar ao município de Aracaju um imóvel de 12 mil m² situado no Centro Administrativo gov. Augusto Franco (Cenaf). A intenção é que seja construída no terreno localizado no bairro Capucho, a sede da Câmara de Vereadores de Aracaju num prazo de cinco anos.

Gualberto, que foi vereador de Aracaju por dois anos no início dos anos 2000, ficou satisfeito com a propositura. “Conheço a estrutura física da atual sede, e digo que ali existem todos os tipos de dificuldades. Por exemplo: a menos que tenha sido feita alguma remoção de espaço, é impossível reunir duas comissões, fazer reuniões separadas, porque simplesmente não existe espaço físico”, disse.

Ele cita também as inadequações das galerias populares, além do próprio plenário, que é pequeno. “A necessidade de um projeto em outro local que possa acomodar com um mínimo de conforto, não apenas para as realizações da sessões dos vereadores, mas também todo um coletivos de servidores e pessoas que circulam pela Câmara para tratar de assuntos diversos, é urgente”, disse Gualberto.

“Quanto ao Centro Administrativo, aquela área está prevista para servir setores administrativos de Estado. Mas é bem verdade que nós temos o compromisso de que qualquer patrimônio vendido vá para o Fundo de Previdência. No entanto, também é real que aquela área nasceu com a destinação de se criar uma conexão entre uma série de órgãos do estado e município para facilitar a vida das pessoas que procuram aquele ambiente”, disse, citando vários outros órgãos já instalados na região, como a Justiça Federal, o Tribunal de Justiça, órgãos da Saúde, da Polícia Rodoviária, e outros.

“Não somente sou a favor da doação, como torço para que a Câmara de Aracaju dessa vez possa encontrar parcerias, meios e formas de construir um projeto e, de fato, dar mais tranqüilidade para o funcionamento do Poder Legislativo”, argumento o deputado, lembrando que é um defensor dos poderes legislativos, seja ele municipal, estadual ou federal. “Não tenho nada contra a possibilidade de ir trabalhar em Brasília. Se o povo me mandar para lá, eu vou com muita felicidade, porque defendo o parlamento. No sistema democrático o parlamento tem papel fundamental. Portanto, com muita tranquilidade e convicção sou a favor da doação”, afirmou.


Assessoria de Imprensa – Gilson Sousa – DRT 660/SE

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

2019 Todos os direitos reservados. Equipe de comunicação de Francisco Gualberto