Buscar

Gualberto apela por vacinação para pessoas com quadro de Esquizofrenia severa


O deputado estadual Francisco Gualberto (PT) fez um apelo às secretarias estadual e municipais de Saúde em Sergipe para que olhem com mais atenção para a necessidade de vacinação urgente contra o coronavírus em pessoas com quadro de Esquizofrenia severa e retardo mental severo. Na sessão desta terça-feira (1), Gualberto fez um alerta verbal sobre o assunto, lembrando que vários grupos de pessoas já foram vacinados por apresentarem comorbidades, entre eles autistas, pessoas com síndrome de down, diabetes, pressão alta.

“Tudo muito justo, mas tem um grupo de pessoas que infelizmente não está incluída nas prioridades, e elas não têm capacidade de se organizar para tornar público o seu anseio: esquizofrenia severa”, confirma o deputado. “É uma pessoa que vive uma sub-vida, precisa de outra pessoa tomando conta dela as 24 horas do dia, porque não tem condição de atuar naturalmente, nem de manter disciplina para usar uma máscara. São praticamente crianças, e que precisam de cuidados em todos os momentos do dia”, explica Gualberto, alertando também para o uso constante de medicamentos fortes e perigosos à saúde. “É uma situação terrível, e muitas dessas pessoas estão em casas de pobres que não têm acesso a um psiquiatra para tratar delas. E muitas famílias têm dificuldade de pagar a um médico particular para fazer o acompanhamento”, disse.

Envolvido com a causa, o deputado buscou informações em Sergipe através de cinco profissionais da área médica e constatou que há 17 pessoas com essas características atendidas por esses psiquiatras. “Não são muitas pessoas que têm esse quadro”, garante, mostrando que a inclusão delas num programa de vacinação não atrapalharia o andamento das demais categorias e faixas etárias de vacinados. “Apelo às secretarias de Saúde do Estado e do Município de Aracaju para que olhem essa questão com mais carinho. Não atrapalha prioridades. Vamos pedir para que olhem isso, antes que seja tarde demais para essas pessoas, e elas não tenham o direito de sobreviver, mesmo não tendo as características de prioridade nesse momento de vacinação em que não temos vacinas para todos”, disse o deputado.

Após seu pronunciamento, Francisco Gualberto obteve o apoio do deputado Garibalde Mendonça para na causa. Por essa razão, ele solicitará audiências com os responsáveis pelas pastas de Saúde pública para fazer o apelo diretamente. “É uma causa justa, pode ter certeza”, frisou o deputado Gualberto, que demonstra preocupações contínuas com a pandemia que já matou cerca de 465 mil brasileiros até agora. “Todas as reivindicações são justas. O ideal é que todos deveriam ser vacinados simultaneamente, mas infelizmente as vacinas chegam em pequena quantidade e muito lentamente para a população do Brasil, por isso categorias que têm sindicatos e representações mais organizadas têm maior poder de reivindicação”.


Assessoria de Imprensa – Gilson Sousa – DRT 660/SE

Foto: Jadilson Simões/Agência Alese

0 comentário