Buscar

Deputado sugere lockdown imediato em Sergipe por uma semana



O deputado estadual Francisco Gualberto (PT), vice-presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, disse nesta quarta-feira (3), durante sessão remota, que o Governo do Estado deveria adotar imediatamente o lockdown em Sergipe. O objetivo, segundo o deputado, é tentar diminuir a curva de crescimento no número de casos confirmados do covid-19, assim como deter o crescimento de mortes. O lockdown,que é uma espécie de isolamento social mais rígido, duraria pelo menos uma semana, de acordo com a proposta de Gualberto.

“Amanhã (quinta-feira), o governador Belivaldo Chagas fará uma reunião com representantes dos setores produtivos do Estado para discutir a questão da quarentena. Pedi ao presidente da Assembleia, deputado Luciano Bispo, que participará da reunião, para levar a minha proposta”, informou Francisco Gualberto. Nesta terça-feira (2), o Comitê Científico do Consórcio Nordeste para a covid-19 divulgou um documento recomendando, pela primeira vez, a implementação do lockdown em Aracaju. Até a noite de ontem, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) havia confirmado que Sergipe tinha 7.555 pessoas infectadas e 172 óbitos.

“Minha proposta é discutir a possibilidade de lockdown. Nesse momento precisamos tomar atitudes mais duras. Após isso, se discute a questão da reabertura do comércio. Até porque sabemos que o governo do Estado está abrindo mais UTI’s nos hospitais em várias regiões, mas do que adianta abrir 30 leitos de UTI e a pandemia preencher isso em três dias, casos a quarentena seja flexibilizada agora?”, questiona o deputado Gualberto, lembrando que há pelo menos cerca de 2 mil testes aguardando resultado em Sergipe.

De acordo com o documento do Comitê Científico, existem ao menos duas preocupações em relação a Sergipe. A primeira é que Aracaju deveria se valer de um plano de isolamento social rígido para controlar a escalada de casos e óbitos e evitar a sobrecarga do sistema de saúde, o que significa justamente a proposta de lockdown. “Como a cidade já cruzou o limiar de 80% dos leitos de UTI ocupados, este Comitê recomenda a implementação do isolamento social rígido o mais rapidamente possível”, diz o documento dos cientistas.

O Comitê Científico também demonstra preocupação com o espalhamento da epidemia pelo interior sergipano. “Localidades como Itabaiana, São Cristóvão, Nossa Senhora da Glória e Nossa Senhora do Socorro apresentaram aumentos de casos acelerado e devem ser monitoradas com grande atenção. A cidade de Lagarto também deve ser considerada como um Município a ser monitorado diariamente”, afirmam os cientistas.

Assessoria de Imprensa – Gilson Sousa – DRT 660/SE

2019 Todos os direitos reservados. Equipe de comunicação de Francisco Gualberto