Buscar

Deputado confirma desfiliação do PT e ida ao PSD


Confirmando o que já havia anunciado há algum tempo, o deputado estadual Francisco Gualberto usou a tribuna da Assembleia Legislativa na sessão desta quarta-feira (9) para ratificar sua desfiliação do PT e ida ao PSD. “Informo aos meus pares e à população de Sergipe que ontem (8) eu oficializei minha desfiliação do Partido dos Trabalhadores. Todos sabem que é uma história conhecida, pois chagamos no partido em 1981 e ajudamos a construí-lo junto com outros companheiros, mas chegou o momento em que não temos mais clima para continuar na mesma agremiação partidária”, explicou Gualberto.

“Essa Casa tem conhecimento que sou um militante político que faço política em grupo, com concepção de mundo, de estado, de país. Faço política de forma coletiva e nunca aprendi a fazê-la sozinho. E como sou de um grupo no qual irei me filiar a um dos seus partidos - me refiro a um bloco que foi constituído e coordenado há 20 anos pelo ex-governador Marcelo Déda, e que é o mesmo grupo que estamos -, também anuncio que irei compor com muito prazer e humildade os quadros do PSD de Sergipe”, confirmou o atual presidente em exercício da Alese.

“Logicamente que com esse anúncio digo que continuo no agrupamento coordenado pelo governador Belivaldo Chagas, mas que tem, no PSD, muitas figuras extraordinárias com quem já convivi e convivo”, disse, citando nomes como Luiz Mitidieri, Maysa Mitidieri, Ulices Andrade, Jeferson Andrade, o próprio Belivaldo Chagas e outros. “E é o PSD de Fábio Mitidieri, um companheiro que tem o meu respeito pelo aspecto de sua hereditariedade de posição política, mas também pelo seu mandato que sempre teve a posição progressista em nosso estado. Votou com Lula, com Dilma, votou contra o impeachment, ou seja, contra o golpe. As posições de Fábio sempre foram avançadas, que não deixaram a desejar com relação às expectativas de quem queria o melhor para o Brasil”, frisou Francisco Gualberto.

Para o deputado, o Brasil vive um momento de retrocesso nacional, mas, segundo ele, Sergipe também fará parte da recuperação para novo momento que deverá ser a partir da eleição desse ano. “Será o inverso do que temos hoje. E nesse contexto eu continuo na esperança de poder contribuir no PSD com a minha humildade, com a experiência que acumulamos no movimento sindical, na Câmara de Vereadores de Aracaju e aqui nesta Casa. Quero contribuir com o Brasil e com o estado de Sergipe, por isso também digo que estou colocando à disposição do PSD o nome deste operário como pré-candidato a deputado federal”, informou Gualberto.

“Entendo que tenho energia, graças a Deus, pelo menos até aqui, e tenho condições políticas de contribuir com o desenvolvimento político de Sergipe e ajudar o Brasil a sair da crise em que se encontra e das garras de um governo que não tem projeto para enfrentar essa crise. Pelo contrário, o atual presidente da República aprofundou e muito”, disse, referindo-se à atuação desastrosa do presidente Bolsonaro diante de tantas questões importantes no país. Por fim, Gualberto foi saudade pelo deputado estadual Adailton Martins, também membro do PSD. “É uma satisfação tê-lo nas fileiras do PSD. Estamos honrados”, garante o parlamentar.


Assessoria de Imprensa – Gilson Sousa – DRT 660/SE

Foto: Jadilson Simões

0 comentário