Buscar

Gualberto faz homenagem ao radialista Macedo Filho


Falecido na quinta-feira (03), aos 79 anos de idade, o radialista e jornalista Oscar Macedo de Souza Filho foi homenageado pelo deputado estadual Francisco Gualberto (PT), na sessão desta segunda-feira (7) na Assembleia Legislativa. Macedo era um frequentador assíduo da Casa, com cadeira cativa na bancada da imprensa, e amigo de todos os parlamentares. “Conheci Macedo há mais ou menos 10 anos, sempre exercendo sua atividade de comunicador com muito profissionalismo”, destacou Gualberto, líder do governo na Alese.

O deputado lamentou a morte do radialista e desejou consolo a todos os amigos e familiares. Macedo Filho, que tinha mais de 60 anos de dedicação à comunicação sergipana, era apontado como um dos profissionais com maior história no jornalismo e no rádio sergipano. “Um profissional que militou em várias emissoras e veículos de comunicação. Um grande homem e grande companheiro”, disse Francisco Gualberto. “Peço que esta homenagem póstuma a Macedo Filho fique registrada nos anais desta Casa”.

O jornalista sofria com problemas de diabetes e há tempos vinha fazendo hemodiálise. Nos últimos meses estava em quadro delicado de saúde, vindo a falecer no início da tarde de quinta-feira. Macedo Filho era natural de Petrolina, filho de pais sergipanos, e começou sua história no rádio em Estância, com 16 anos de idade, onde trabalhou com o serviço de alto-falantes da cidade.

Macedo passou por várias emissoras do Brasil. Rádio Jornal do Commércio de Pernambuco, Rádio Panamericana de São Paulo, onde foi noticiarista, Rádio Cultura da Bahia e TV Itapuã, onde apresentou o Repórter Esso na Bahia. Macedo Filho também foi editor de vários periódicos ao longo de sua carreira. Voltou para Sergipe em 1986, passando pelas rádios Atalaia AM, sendo o percussor do jornalismo radiofônico matinal sergipano. Lá apresentou o famoso programa “Acontece”. Macedo também esteve na Rádio Jornal, Liberdade AM, Eldorado de Lagarto e trabalhou nos últimos anos como jornalista na Assembleia Legislativa.

O sepultamento do corpo aconteceu na sexta-feira, 4, no Cemitério da Cruz Vermelha, bairro Getúlio Vargas, em Aracaju. Ele deixou viúva e cinco filhos.

Assessoria de Imprensa – Gilson Sousa

*Com informações do portal de notícias F5 News.


2019 Todos os direitos reservados. Equipe de comunicação de Francisco Gualberto