Buscar

Gualberto é homenageado pelo Sindicato dos Radialistas e Fundação Aperipê



O deputado estadual Francisco Gualberto (PT) foi homenageado nesta segunda-feira (27) pelo Sindicato dos Radialistas de Sergipe. Ele recebeu uma placa de agradecimento pela efetiva colaboração na aprovação do projeto de lei que garante melhorias salariais e administrativas aos servidores da Fundação Aperipê. “O sindicato e a categoria agradecem o empenho na aprovação da mudança de nível na tabela de remuneração dos trabalhadores da Aperipê. Foi uma das mais importantes conquistas na história da categoria”, atestou o presidente do sindicato, radialista Fernando Cabral.

Muito agradecido pela homenagem, Francisco Gualberto atribuiu ao governador Jackson Barreto o mérito pela conquista dos trabalhadores. “Todo o nosso esforço talvez significasse muito pouco não fosse a sensibilidade política e administrativa de Jackson”, disse, durante a solenidade que lotou o auditório Santos Mendonça no prédio da Fundação Aperipê. Além de Gualberto, também receberam placas de agradecimento do sindicato o governador Jackson Barreto, o vice-governador Belivaldo Chagas, o diretor-presidente da Fundação Aperipê, Givaldo Ricardo, e o servidor mais antigo da casa, radialista Cristiano Prado.

Muito agradecido, Gualberto contou que quando procuraram o governador para negociar a lei que beneficiava os servidores da Aperipê, deixou claro que haveria impacto na folha de pagamento do Estado. “Por conta da crise financeira que o Estado vive. Era algo difícil de enfrentar, mas o governador nos disse que faria um sacrifício porque os trabalhadores da Aperipê merecem”, revelou o deputado. O referido projeto de lei foi aprovado em dezembro do ano passado, contando com emendas específicas de Francisco Gualberto, e sancionado hoje (27), durante a solenidade.

A mesma lei, que trata dos Planos de Cargo, Carreira e Vencimentos para os Servidores Públicos Civis da Administração Geral, da Administração Pública Estadual Direta, Autarquias e Fundações Públicas do Poder Executivo (PCCV-AG), também beneficia trabalhadores da Emdagro, Cohidro, Pronese e áreas da Saúde. Na maioria dos casos a lei garante a mudança de níveis de categorias das pastas, com a transferência dos servidores do nível baixo para o nível médio.

Assessoria de Imprensa – Gilson Sousa


2019 Todos os direitos reservados. Equipe de comunicação de Francisco Gualberto