Buscar

Contas do governo de 2014 são aprovadas na Assembleia Legislativa



Os deputados estaduais aprovaram na sessão desta terça-feira, 1º, o projeto de decreto do legislativo que trata das contas anuais do Governo do Estado referentes a 2014. O projeto havia sido encaminhado à Assembleia Legislativa pelo Tribunal de Contas do Estado, que também aprovou as contas, com ressalvas feitas pelo relator, conselheiro Clóvis Barbosa, atual presidente do órgão.

Na Comissão de Economia e Finanças, as contas referentes ao exercício de 2014, último ano do governo Marcelo Déda (falecido em dezembro de 2013), executado por Jackson Barreto, foram aprovadas com ressalvas feitas por deputados de oposição. Já no plenário o projeto recebeu os votos contrários das deputadas Ana Lúcia (PT) e Maria Mendonça (PP), além do deputado Georgeo Passos (PTC).

“O TCE recomendou a aprovação das contas. O fato de haver ressalvas, não indica nada que possa inviabilizar a aprovação das contas. Não há nenhuma improbidade e muito menos corrupção”, afirmou Francisco Gualberto (PT), líder do governo na Casa. “Tenho certeza que o governo buscará ter o maior entendimento possível sobre essas ressalvas feitas pelo TCE”, disse.

De forma coerente, o deputado Venâncio Fonseca (PP) votou a favor das contas. Disse que o fato de haver ressalvas é um processo natural, e ainda lembrou que em 2007 as contas do ex-governador João Alves Filho foram aprovadas na Assembleia com ressalvas, mesmo a oposição liderada por ele ser uma minoria expressiva. “Éramos apenas quatro deputados contra 20. Mesmo assim não houve revanchismo algum. O próprio líder do governo, Francisco Gualberto, foi o relator do projeto à época e encaminhou pela aprovação”, lembrou Venâncio.

Em 2014, o Orçamento do Estado foi de R$ 8,288 bilhões.

Assessoria de Imprensa – Gilson Sousa – DRT 660/SE


2019 Todos os direitos reservados. Equipe de comunicação de Francisco Gualberto